Seja bem vindo!

 
Escrever é para mim, as asas do pássaro;
 Preciso desse fervor para voar, viver, sobreviver, sonhar;
Escrever é para mim,  o combustível que me move pelo mundo;
É a historia que não vivi, os sonhos que não tive;
Escrever é para mim, o ar que eu respiro;
A felicidade que eu vivo, a dor que eu revivo;
O encanto perdido num segundo vivido;
É minha máquina do tempo, ao futuro ou passado;
É meu grito de esperança, horror ou amor;
Escrever é para mim, a oportunidade perdida;
O olhar sobre a história vivida;
A liberdade ao grito aprisionado na alma;
Escrever é para mim, sonho, emoção, amor;
Escrever é vida.

 

Site do Escritor criado por Recanto das Letras